Vem cá que eu te conto porque eu estou solteira

Fonte: Vem cá que eu te conto porque eu estou solteira

Anúncios

Em terra de chapinha quem tem cachos é…

Oi gente! Estou eu aqui de novo para falar sobre cabelo!

Você com certeza já ouviu a frase: Em terra de chapinha,quem tem cachos é RAINHA.  E eu digo que não, quem é cacheada não é rainha,não é melhor do que sua amiga alisada,ou a lisa natural,que a ruiva,que a que usa tranças,que a loira,natural ou não,que as que usam peruca,que as que são carecas,inclusive.Sim,tem muitas mulheres que perderam seus lindos cabelos pra poder lutar pela vida.Admiro e apoio! E também existem culturas em que as mulheres raspam o cabelo e são lindas!

Eu já falei aqui no blog a respeito de preconceito,que infelizmente muitos acham que cabelo crespo é ruim, e preconceito é uma coisa tão difícil de combater. Até porque é difícil alguém reconhecer que lá no fundo tem preconceito.Então somente o Reino de Deus mesmo poderá acabar definitivamente com o preconceito.Mas admiro ações de pessoas como o Rodrigo Goecks,que lançou o livro “Cabelo bom é o quê? e distribuiu numa escola para as crianças aprenderem a se valorizar e a respeitar a beleza alheia. E com a ideia de tornar esse livro parte do material didático.

unnamed-1.jpg

E sabe,é muito bom o que as indústrias estão fazendo,trazendo produtos de qualidade para as crespas e cacheadas. Nunca vi cacheados e crespos tão lindos como de uns tempos pra cá. O MEU cabelo nunca foi tão bonito,na minha opinião. Mas gente,será que não estamos exagerando na dose,não? Tentar abrir um pouquinho a mente das pessoas ao seu redor é uma coisa. Impor é outra. Já vi amigas reclamando da pressão que elas sofrem pra voltar aos cachos ou crespos. Mas gente,cabelo é auto estima,é se olhar no espelho todo dia, e tem mulheres que NÃO QUEREM voltar aos cachos,elas acham que não combina com elas,não querem passar pela transição. Alisaram o cabelo porque quiseram se sentir bonitas. Assim como uma cacheada pinta o cabelo ou faz luzes; assim como usamos maquiagem pra mudar ou destacar algo no nosso rosto porque queremos nos sentir bonitas. Eu gosto do meu cabelo liso também,mas se tiver volume. Mas tem gente que não.E gosto é gosto.

wp-1459641628239.jpgSerá que não estaríamos saindo de uma ditadura e entrando em outra? Se eu sou crespa,não posso relaxar  o cabelo,diminuir o volume,fazer um botox. Tenho que usar ele do jeito que nasci. Aí já começo a olhar torto quem alisa o cabelo. E falo pras meninas fazer BC ( Big Chop ou Grande Corte). Mas a realidade é que nem sempre um BC fica legal,nem todos os rostos combinam com cabelo extremamente curto. E aí a menina passou anos alisando o cabelo porque disseram pra ela que o cabelo dela era ruim.E agora ela passa anos esperando ele crescer. Desesperada atrás de produtos para acelerar o crescimento, e ainda lidando com o fator encolhimento. Longe de mim,dizer que quem faz isso está errado. Tem meninas que ficam lindas e passam por isso super de boa.Mas o que quero dizer é que cabelo é uma coisa pessoal.E certas decisões tem que ser pesadas,não simplesmente porque alguém disse que tem que fazer. E que ás vezes,na ânsia de lutar pela igualdade e respeito,acabamos exagerando na dose e desmerecendo outras belezas. E muitas meninas,não todas, radicalizam por acharem que são obrigadas a usar seu cabelo natural pra ficarem bonitas e impõem isso para outras.

E quem faz fitagem ,usa ativador de cachos,como eu,não está usando seu cabelo natural,pois a gente não deixa de estar transformando nosso cabelo de alguma forma porque o cabelo cacheado tem dias que quer cachear e tem dias que não.Até dizemos que tem vida própria rs.O que acho mais legal é um cabelo bem hidratado,cuidado e pra isso não é preciso gastar muito dinheiro.Há muitas receitinhas baratas pra cuidar dos fios.Para alguns o cacho é moda,pra outros é a oportunidade de se libertar do preconceito e se aceitar. Cada um tem seus motivos e não podemos julgar,não é verdade?

Então girl,lisa natural ou com química,loira ou morena,crespa ou cacheada,ruiva,com ou sem cabelo,somos TODAS RAINHAS!

Abaixo qualquer tipo de ditadura e desmerecimento do que é diferente da gente!

Somos todas lindas!

 

Beijos! ❤

Blogueiro ou Influenciador Digital?

Hi honeys! Tudo bem aí do outro lado?

Hoje o post não é sobre nenhum produto super legal que vou indicar pra vocês,porque de fato amei (e ninguém me pagou pra dizer que é bom). Hoje o asssunto é outro.Você já deve ter visto em muitos “Instagrans” da vida as palavras “Blogger/Blogueiro(a)” ou “Digital Influencer/ Influenciador(a) digital”. Existe alguma diferença? A resposta é… não. Não vou me adentrar em assuntos técnicos,mas vou falar como uma leitora de vários blogs(sim,para fazer boas postagens tenho que pesquisar e os blogs me ajudam muito,oh como ajudam!). Mas de onde vem a palavra blog?

Blog é uma palavra que resulta da simplificação do termo weblog. Este, por sua vez, é resultante da justaposição das palavras da língua inglesa web e log. Web aparece aqui com o significado de rede (da internet) enquanto que log é utilizado para designar o registro de atividade ou desempenho regular de algo. Numa tradução livre podemos definir blog como um diário online.-http://www.significados.com.br/blog/

pesquisa nails e afins.jpg

Mas tirando a origem da palavra e indo pra parte prática, se uma pessoa tem uma página na net (vinda do Blogger ou WordPress) e publica regularmente conteúdos úteis nela,ela pode ser chamada de blogueiro(a). Ou Influenciador Digital. Influenciador? Sim! Quantas vezes nós estamos na dúvida se compramos ou não determinado produto,compramos o ingresso pra algum filme,programamos uma viagem mas antes damos uma passadinha lá no Google e damos uma pesquisada? E o que encontramos lá? Vários blogueiros falando suas opiniões e por causa dessa opinião fazemos nossa escolha. Quem nunca? Eu sempre! Então de alguma forma somos influenciados,sim,pelas opiniões deles.

Então hoje o termo Influenciador Digital está se tornando cada vez mais comum,pois explica o que acontece. As pessoas recorrem muito aos “blogs” para tomarem decisões com relação a compras de produtos e serviços e sugestões sobre uma infinidade de assuntos.E o que seria de mim (de nós) sem os Youtubers? Quanta coisa aprendi com eles (principalmente como cuidar do meu cabelo)! E por isso as empresas têm cada vez mais olhado pra nós,influenciadores digitais,até mesmo levando em conta nossa opinião na hora de lançar seus produtos,porque sabem que  temos um contato melhor com nossos leitores,pois além do blog ou site nós interagimos através de várias redes sociais,com uma capacidade incrível de influenciar para o bem.

pesquisa nails e afins 2.jpg

E muito trabalho está envolvido em ser um Influenciador Digital.Requer tempo, bom conteúdo, pesquisa. Como disse minha amiga também Influenciadora Digital,a Blenda do Liberdade Fashion,somos como um “guia de compras”. É muita responsabilidade e trabalho duro,falar nossa verdadeira opinião sobre um assunto ou produto,ler rótulos,estar informadas,participar de eventos,investir no blog,não falar besteira…rs…e muito mais! Ainda vou contar pra vocês como faço minhas resenhas.

Então é isso, queridos, não estranhem quando abrirem meu Instagram e estiver escrito lá “Digital Influencer”. Lembrem desse post!

Beijos e até a breve! ❤

 

Cabelo bom é o quê?

 

Hi honeys! Não vou falar curlies (cacheados) porque esse post é para todos. Nesse post vou falar de 2 coisas,uma boa e outra ruim. Vou começar pela ruim. Tenho uma amiga lisa linda,que inclusive falo muito nela aqui,ela sempre me incentiva a falar sobre cabelos crespos,porque ela,como eu,detesta bullying,preconceito,que infelizmente PREVALECE hoje e isso é claramente visto na mídia extremamente preconceituosa algumas vezes,moldando o pensamento de muitos.E ela me mostrou o trailer de um filme brasileiro de comédia em que retrata uma moça pobre (crespa) e que se tornou rica (alisou e pintou  o cabelo de loiro). Para tudo produção! O quê?! Em pleno 2016, a mídia ainda retrata o crespo como pobre e o liso e loiro como rico! Como assim? Num país altamente miscigenado e com tantas belezas diferentes ainda vemos coisas lamentáveis como essa.” Ah Dani! Mas isso não tem nada demais”.  Bom,se eu fosse uma criança já cresceria achando que meu cabelo é coisa de pobre,uma coisa ruim. E confesso que por muitos anos da minha vida eu pensei assim. Hoje eu AINDA escuto isso,mas não me atinge mais. Só penso nas crianças e adolescentes crespos e nos bullyings diários. Pois raramente um(a) adolescente vai ao cabeleireiro passar uma química fortíssima no cabelo simplesmente porque ele(a) acha bonito.Em  99% dos casos ela foi levada a pensar assim e cansou de ser motivo de piada.

Mas a boa e linda notícia é que existem pessoas de visão nesse mundo e contribuem para o bem das pessoas.Incomodado com toda essa pobreza de espírito,Rodrigo Goecks, diretor da empresa brasileira de beleza Yenzah, criou o livro infantil ‘Cabelo bom é o quê?’. Ilustrado pela artista Anne Pires,o livro mostra para as crianças que todo cabelo é bom, sim, e faz parte das ações de lançamento da série de produtos Sou + Cachos, da Yenzah.

450xN.jpg

São inúmeros os exemplos de preconceito vivenciados pelas crianças devido à esta expressão, cabelo ruim, que é comum em todo o Brasil. Qual o impacto disso na autoestima das crianças? Criamos a campanha #cabeloboméomeu, com o livro, um vídeo com meninas de várias etnias e a hashtag, na web, para elevar a autoestima das crianças cacheadas e crespas, fortalecendo a relação das crianças com seu cabelo e, consequentemente, com a sua identidade. Estamos muito entusiasmados com o impacto transformador que pequenas ações como essas possuem.“, explica Goecks.

É isso aí Rodrigo Goecks! Pequenas ações fazem toda a diferença!

Eu amei as ilustrações do livro,de 24 páginas,e já garanti o meu mas ainda não chegou.Ele está disponível na loja virtual Casa 18 por apenas R$ 15,00 e para escolas e professores que querem usar como parte do material pedagógico (gente,que mara isso!)sai por R$ 6,50 cada.

unnamed-1.jpg

unnamed-2.jpg

Achei lindo o vídeo,até me emocionei! ❤

Mais ações lindas como essa,por favor!

Ah e vou só mostrar a foto do trailer pra vocês verem do que eu estava falando no início.

Captura de Tela (77).pngComentário revoltado com razão da minha amiga ,já que tudo é chamado de fobia,seria isso uma “crespofobia”? Xô daqui!

Parabéns a Yenzah e a todas as marcas que tem focado nos cabelos crespos,trazendo não só produtos de qualidade,mas fazendo ações conscientizadoras pra diminuir o pensamento pobre de muitos e ajudando meninas e meninos a crescerem com sua auto estima no lugar. Seja liso,enrolado,crespo,ruivo,amarelo, o que for… cabelo bom é o seu!

Beijos Curlies da Dani! ❤

 

 

 

 

 

Amo meu cabelo

Hi friends! Tudo bem?

Hoje o post é diferente dos demais,quer dizer,da maioria. Hoje não vou falar de algum produto bom pro cabelo,unhas ou pele. Hoje vim falar de um assunto que talvez na cabeça de alguns é moda,marketing ou “orgulho étnico”.Sim,vou falar de cabelo crespo. Mas de novo,Dani? Você não vai falar de cabelo liso,não? Só o cabelo crespo que é bonito?

Não,a questão não é essa. A questão é que cabelo crespo TAMBÉM é bonito. E quando falamos de cabelo,falamos de 70% da beleza de uma pessoa. E uma pessoa que não se sente bonita é uma pessoa com auto estima baixa.E a auto estima é fundamental. A própria Bíblia fala: “Ame o seu próximo como a si mesmo“. (Mateus 22:39). Você pode estar achando que eu estou “revolts” ou querendo dar um “chega pra lá” na sociedade,mas não honey,eu sei dos meus limites,e que a mente humana é uma coisa complicada.Eu só quero trazer á tona algumas questões que ainda me incomodam em pleno 2016.E você,meu querido leitor,certamente vai me entender e até se identificar com algumas coisas.

Eu já disse aqui no blog o quanto já sofri pelo fato de o meu cabelo ser crespo,o quanto já ouvi frases do tipo : “Cabelo de fulano é bom. É liso”. Ou: “Cabelo de fulano é ruinzinho,todo crespinho”. Sabe o que é você crescer ouvindo isso? “Ah! Ainda bem que o filho de fulano é menino. É só raspar ou cortar bem curtinho o cabelo.” Isso parece besteira,gente,mas não é não. Isso é resto do que ficou da escravatura no Brasil. O preconceito que a maioria diz que não tem,mas no fundo tem e não se dá conta,e a maioria de nós,crespas, cresceu com esse pensamento,passando a desvalorizar o que somos e valorizando o alheio,dito pela sociedade como bonito.A velha mania de depreciar o que vem dos negros,gerando vários problemas emocionais e sociais. Vivemos num dos países que acha mais bonito ser loiro,branco,liso, estilo europeu. Nem vou falar da cor da pele porque o post não é sobre isso e o fato é que NINGUÉM é uma coisa só. Todos nós somos fruto de uma miscigenação e que inclusive não começou com os índios,negro, europeus ou asiáticos no Brasil. Mas de quando Deus fez o primeiro casal na Terra e dele veio todo mundo,cada um com uma BELEZA DIFERENTE. Sim,Deus gosta de variedades e a gente vê isso claramente na natureza. Interessante que a Bíblia fala de pessoas negras que eram reis e rainhas. Como as coisas mudaram,né? Hoje em dia crespa só é rainha em terra de chapinha.Não é assim o slogan?

Esse texto não é só pra ficar falando de cabelo crespo. Mas pra gente entender que finalmente, ter cabelo crespo está começando a ser encarado como bonito pela mídia,e consequentemente,por muitas pessoas. Tamanha foi a mudança que meu blog que falava mais sobre unhas,hoje fala muito sobre cachos. E as fotos que recebem mais curtidas no Instagram são as que eu mostro meus cachos e crespos porque tenho 2 tipos de cabelo: 3A e 3B. E isso é consequência de eu ter vivido anos escondendo meus cachos na escova e chapinha e ter decidido me libertar delas, e isso ter incentivado muitas meninas a fazerem o mesmo. E não porque a Blogueira X, famosérrima,exibe seus cachos lindos e elas querem ficar “na moda”,mas porque toda essa explosão de blogs e Instablogs falando sobre cachos deu coragem pras meninas.

Eu acho lindo cabelo liso,ondulado,loiro,ruivo,preto,comprido,curto,alisado,com chapinha,com luzes,desde que seja bem tratado e deixe a dona dele feliz. Sempre repito que mulheres felizes são as mais bonitas. E uma mulher feliz com seu cabelo é tudo de bom, o resto- maquiagem e roupa- só acompanham os 70% dela. E eu espero do fundo do meu coração que as mães ensinem suas filhas a amarem a si mesmas do jeito que são. É aí onde mora a mudança. Comecei a ver isso mais claramente quando comecei a trabalhar com chineses e voltei ao natural (vou falar sobre isso em outro post). Mas só como exemplo disso, olha o estilo e auto estima dessa garotinha chinesa de 3 anos,cuja mãe é chinesa e o pai é africano,do Senegal, o nome dela é Yiyi:

Nails e Fins little chinese curlie girl.jpg

 

Nails e Afinslittle chinese curlie giril 1.jpg

A Yiyi faz o maior sucesso na China,e a mãe dela faz questão de deixar o cabelo dela beeeem volumoso. Agora a pergunta que não quer calar: Se ela tivesse aqui no Brasil,será que ela estaria com esses cabelos soltos? Será que não estaria cheio de trancinhas? Ou se estivesse solto, será que muitos não iriam olhar e se perguntar porque a mãe dela não prende esse cabelo? Será que podemos mudar algo dentro de nós,passar a enxergar toda a natureza como bela,sem estereótipos?

Já vejo a Yiyi adolescente,cheia de auto estima,linda com seu black,porque a mãe dela a ensinou a amar o seu cabelo,a amar o que ela é. Não o que ela vê na TV.”We love Yiyi!” Parabéns pra mãe dela!

E pra minha amiga Flaviana,que me mandou as fotos da Yiyi. E é a lisa mais crespa que conheço. Beijos Fla!

E meus queridos,espero que tenham gostado e deixem sua opinião sincera aí nos comentários.

Até o próximo post!

Beijos da Dani! ❤

 

 

 

 

Turbante em cabelos lisos,pode???

Hi honey! Tudo bem?

Essa semana conversando com as amigas,falamos sobre o uso de turbantes em cabelos lisos. A conversa começou porque estava eu numa loja e entrou uma mocinha com o cabelo lisinho e bem curtinho e olhou pro meu turbante e perguntou se eu podia ensiná-la como colocar um porque ela queria comprar. Na hora eu tirei o meu turbante e a ensinei. Depois até a ajudei a escolher e a elogiei por ela ser lisa e querer usar. Achei super moderno e despojado,já que muitos ainda tem um bloqueio quanto ao uso dele,ou porque acham que é uma coisa “africana” e não combina,ou porque de fato é algo que chama um pouco mais de atenção ás vezes, e não estamos acostumados com o que é “diferente”. Enfim, quando eu a elogiei ela disse que na verdade o cabelo dela era cacheado,e ela já estava se preparando para a transição,cortou o cabelo bem curto e ficou linda.Aí comecei a falar da  minha transição,ela pediu dicas e eu falei pra ela dar uma passada aqui no blog.

Mas até pouco tempo atrás eu não usava turbante, e quem sempre me incentivou a usar foram justamente 2 lisas gêmeas lindas e estilosas. Elas dizem que o sonho delas é ter cabelo crespo e usar turbante (Ninguém tá satisfeito,né?) .Mas o fato é que elas usam turbante e ficam lindas. Como as modelos acima nos seus mais diversos estilos e modelos. E quem me ensinou a usar e me deu meu primeiro turbante foi minha amiga Carol,do blog Rainha Candace,inclusive ela faz lindos turbantes e brincos de tecido africano. E há várias formas de usar turbantes,faixas,lenços,até pashmina na cabeça! São muitas ideias e estilos e quem vai escolher como usar é você. Eu amo porque com o clima louco daqui do litoral de SP,durante o dia eu o uso na cabeça,mas se o tempo vira,ele vira uma proteção para o meu pescoço rs. Mas como coloca o bendito,gente? Vamos assistir algumas ideias juntas?

Vídeo super prático das Lojas Renner!

Notaram que esse vídeo é de 2011? Então se já era Tendência na época,imagine agora!!!

E vejam só mais ideias desse vídeo gringo,que também achei top!

 

Então vão fundo meninas,sem medo de ser feliz, porque tudo é questão de estilo!

E quem aí gosta de usar turbante? Tem mais dicas? Compartilhem,please! E para as “curlies” não ficarem tristes,eu vou fazer um post para cabelos crespos,tá bom? Mas é só adaptar,muda pouca coisa. E lisas,sejam felizes!

Beijos da Dani! ❤

Quem disse que cabelo crespo é moda?

marieclaire1

Hi Curlies Boys and Girls! Eu já falei aqui sobre esse papo de cabelo crespo/cacheado estar “na moda”,alguns pensam assim,masss não dá pra controlar a mente das pessoas, né? Afinal,também nunca se falou tanto no assunto. E também existe o fato de que algumas mulheres querem assumir os cachos porque muitas estão assumindo,mas acabam desistindo.

Há uns 6 anos atrás eu tinha um outro blog de uma outra plataforma,mas perdi a senha e já fiz de tudo,mas não consigo recuperar o conteúdo.Mas ainda bem que tenho os textos ainda…ufa! 😰Pois bem,muita gente acha que eu assumi meus cachos porque está na moda,mas fazer o quê…Nada. Mas olha só o que escrevi há 6 anos atrás quase a respeito de cabelo crespo/cacheado,que inclusive na época era o que eu usava,e o motivo de eu ter voltado para o liso é melhor não comentar🤐:

“Quem disse que cabelo bonito é cabelo liso?Pois é,a maioria das brasileiras possui cabelos encaracolados,mas poucas estão satisfeitas com eles por causa do volume e do ressecamento,e depois da moda da progressiva,definitiva,inteligente e tal, muitas passaram a viver sob a “ditadura” do secador e da chapinha(eu fui uma!).Sempre admirei uma amiga minha que nunca esteve nem aí pra essa ditadura e sempre usou seus lindos cachos “ao vento”,mas eu mesma não tinha coragem de assumir os meus.Aí apareceu a Taís Araújo com aquela cabeleira toda encaracolada e glamourosa,e ainda fazendo papel de top model e protagonizando a novela! Pronto! Bastou isso para eu ter mais coragem ainda para romper os “grilhões” da chapinha,assumindo os cachos(acho que muitas mulheres também fizeram o mesmo).Eu estou feliz com os meus cachos,vi que combina muito mais!Mas também não é só soltar a cabeleira e sair por aí.Cabelos encaracolados precisam estar bem hidratados e com um bom corte,porque quando estão ressecados ficam com uma aparência terrível e perdem todo o “estilo”. Tudo bem que volume é bonito,mas quando o cabelo tá brilhoso,macio e com cachos definidos.Aí,sim!O corte em camadas é o ideal.Existem no mercado vários produtos para cabelos cacheados,tem os “leave-in”s que são ótimos,e não dá para abrir mão deles.E se você quer cachos mais perfeitos,tem o secador com difusor…”

E até coloquei uma matéria super legal da revista Marie Claire ,assistam o vídeo:

Desde então,algumas coisas mudaram,até mesmo o conceito “volume” ,e hoje a indústria de cosméticos está arrasando com uma graaaade quantidade de produtos para todos os tipo de cabelo e também pra quem quer volume! Mas o conceito é o mesmo: Cachos e crespos são bonitos e devem ser tratados como cristais,lindos e frágeis. Mas vocês perceberam? Sempre houve cacheadas,não são só as blogueiras que tem falado sobre cachos, o que as bloggers cacheadas estão fazendo é trazer mais para perto da gente o que é legal e acessível pra gente usar. E é uma mais linda que a outra.😍👸

Então é isso,gente, continuem se amando e lembrando que apenas 11% da população da Terra usa seus cacheados/crespos naturais! Aproveita isso e se inspira!

Beijos da Dani! ❤